segunda-feira, 14 de setembro de 2009

As Correntes

Quebraram-se as correntes da incerteza
e os elos de dúvidas e de desconfianças.
Quem se sentia preso, agora se sente livre
numa liberdade condicionada, injusta e normal.
A procura de uma nova prisão, uma nova corrente
e se trancar novamente numa saraivada de pensamentos,
às vezes maldosos e às vezes honrados,
mas sempre pensamentos e pensamentos.

3 comentários:

Pedro Antônio disse...

Olha que máximo!

Você colocou o link da Torre Mágica. Ficou muuuuito legal o ícone do elemento Astato compondo o nome! Demais! Bacaaaana mesmo! Obrigadooo!

:) Adorei!

Um abração!

Pedro Antônio

railer disse...

ficar pensando demais pode ser uma prisão sim. melhor é agir!

eu sou o flúor! hehe
ótima ideia. muito bom.

Jairo Souza disse...

Ha quem não se conforme com a liberdade e ache ela vazia! Mas eu ainda insisto que há um brilho inigulável na mesma! Abçs!