quarta-feira, 4 de novembro de 2009

"Eu sou um cavalheiro!"

Entre cavalheiros e trogloditas,
seguranças e anjinhos,
matutos e sátiros,
reis e soldados,
pais intransigentes e amados apaixonados;
sempre há um ponto de convergência:
A essência do ser!
E por mais que se mostrasse
diferente em cima do palco,
ainda sim era quem era.

O mesmo ser arguto e sensível,
eloqüente e metódico,
chato e amável,
meio que disperso e muito carismático.

Hoje, quatro de novembro
de dois mil e nove,
na juventude de seus tristes
vinte aninhos,
ele foi pra longe de nossas vistas
mas para mais perto do coração,
de onde nunca, nunquinha sairá.

Sr. Manduca, Tadeu de Albuquerque, Petrúquio,
Herodes Antipas e Rei-Mago Gaspar,
sempre serás esses em minha memória.
Ator, Estudante, Escritor,
Amigo, Companheiro e João Lucas Guimarães,
sempre será ESSE em meu coração.

Adeus, meu amigo!
Não!
Até a eternidade, meu amigo!

8 comentários:

Athila Goyaz disse...

Lindo e triste!
Meus eternos sentimentos!

Bjus e se cuida viu?!
te adoro!

Caio Lima disse...

ehehehhe
adorei essa jogada com os elementos da tabela periódica no seu blog ;)

abraço

Jairo Souza disse...

nossa! q triste, eu também costumava a me expressar em forma de poesia também quando amigos meus se foram, mas isso foi antes de eu ser cético! =P

Rafael disse...

Poxa, que forte isso!
E triste também...
Abraço

Simplesmente Outono disse...

Linkado em minha estação.
Te acompanho assim com mais frequência.
Minhas folhas secas pra ti com carinho.

[ rod ] ® disse...

Que tristeza meu caro... a realidade, às vezes, invade nosso processo criativo e faz-nos chorar pelas linhas escritas... cuida-se... abs.

Simplesmente Outono disse...

Agradecendo sua visita. Texto novo publicado faz pouco. Volto.
Minhas folhas secas com carinho pra ti.

Gley disse...

que triste D:
meus sentimentos :/
melhoras...
e o testo está lindo...